4 de julho de 2016

Remover ou não o dente de leite?

Foto: Shutterstock Uma pergunta muito comum é: quando o primeiro dente de leite do meu filho ficar mole, devo dar uma força e arrancar o dente de uma vez?! A resposta correta é: embora fazer isso não seja necessário, se você e a criança “entrarem num acordo”, a remoção caseira pode sim ser feita, desde […]

Foto: Shutterstock

Uma pergunta muito comum é: quando o primeiro dente de leite do meu filho ficar mole, devo dar uma força e arrancar o dente de uma vez?!

A resposta correta é: embora fazer isso não seja necessário, se você e a criança “entrarem num acordo”, a remoção caseira pode sim ser feita, desde que se tome alguns cuidados.

Muitas vezes a criança sente-se incomodada com o dente que está mole, podendo atrapalhar bastante na hora de falar, comer e escovar os demais dentes, além de causar sangramento e dor no local. A dica para amenizar esse desconforto é oferecer alimentos menos fibrosos e duros.

Se optar por arrancar o dente em casa mesmo, o primeiro passo é tranquilizar a criança. Em vez de dizer que “vai arrancar”, prefira dizer que “vai ajudar o dente a sair”. Além disso, o mais importante é se certificar de que o dente está bem mole e solto mesmo.

Nem pense naquela ideia de “amarrar uma linha à maçaneta da porta”! Lave bem as mãos e use uma gaze ou um pano de boca limpos ou até um fio dental; segure o dente com firmeza e faça uma pequena tração, girando o dente até que ele se solte.

Oferecer água gelada ou sorvete à criança, antes e depois da remoção, ajuda, dando uma pequena sensação anestésica.

Você pode ainda secar o local com gaze depois, comprimindo um pouco para evitar sangramento, e oriente a criança a não correr muito nem ficar exposta ao sol.

Lembre-se que uma remoção caseira mal feita pode causar traumas na criança. Então, se não se sentir segura a fazer isso, procure o dentista que passará todas as orientações corretamente.

No vídeo abaixo mostro como tirei o dentinho da Luisa, fiz como meu pai fazia comigo. Mas, claro, eu só fiz porque ela que me pediu, já tinha conversado bastante com ela, e ela estava tranquila com a remoção e super feliz que ficaria “banguela”. O dentinho dela estava bem molinho e estávamos com medo que ela engolisse e eu perdesse o primeiro dentinho, afinal, quero guardá-lo de recordação. Assim que saiu o dentinho, ela bochechou com “listerine zero” diversas vezes e logo parou de sangrar.

Em seguida, tiramos um monte de fotos, enviamos o vídeos pra família toda e ela estava realizada em estar “banguela”!