30 de outubro de 2018
  • Blog Mundo Mãe
  • Gagueira: características, quando procurar ajuda e tratamento

Gagueira: características, quando procurar ajuda e tratamento

Nesta semana em que foi celebrado o Dia Internacional de Atenção à Gagueira, achamos essencial abordar o tema. Isso porque, ele está intimamente ligado aos cuidados que temos que ter com nossas crianças… Às vezes, os pais demoram a reconhecer os sinais desta alteração na fala e/ou não sabem como agir quando notam tais sinais […]

Nesta semana em que foi celebrado o Dia Internacional de Atenção à Gagueira, achamos essencial abordar o tema. Isso porque, ele está intimamente ligado aos cuidados que temos que ter com nossas crianças…

Às vezes, os pais demoram a reconhecer os sinais desta alteração na fala e/ou não sabem como agir quando notam tais sinais em seus filhos.

Abaixo, você confere o artigo da fonoaudióloga Lia Baltieri I. Camozzi, especialista em voz.

Gagueira

Lia Baltieri I. Camozzi* 

A Gagueira é conhecida como uma alteração da fluência da fala, que pode afetar a comunicação humana.

A causa da gagueira é multifatorial, podendo apresentar uma alteração de ordem neuromuscular, ser de origem genética ou orgânica e ser agravada por questões de ordem social e /ou emocional.

Essa disfluência pode ser observada em grau leve, moderado ou severo.

Algumas características da gagueira são:

– Prolongamento de sons;

– Bloqueios ou pausas de sons e/ou repetição de sons e sílabas contra a vontade do falante;

– Dificuldade em iniciar uma palavra, frase ou expressão;

– Tensão para produzir uma palavra ou som.

Ela pode se manifestar em diferentes fonemas, sendo os mais comuns: P, T, K, F, S e X.

E o indivíduo pode apresentar além de dificuldades com a produção dos sons, também alguns movimentos involuntários da musculatura perioral, como tremores de lábios e mandíbula, assim como piscar de olhos também involuntários durante a fala.

É comum encontrarmos crianças que começam a gaguejar durante o desenvolvimento da linguagem, por volta de 3 anos de idade. Essa gagueira é fisiológica e pode se estender até aproximadamente os 5 anos. Porém, apenas 1% das crianças que apresentam gagueira na infância, continuarão manifestando na idade adulta.

Quando procurar ajuda

Sempre que a criança começar a manifestar sinais de gagueira é importante que os pais procurem um fonoaudiólogo, que é o profissional habilitado para orientar os pais e também tratar os sintomas manifestados.


Tratamento

O tratamento é realizado através de exercícios específicos para as pregas vocais, articulação dos sons e técnicas para desenvolver as características da voz, como frequência, velocidade, ritmo e ressonância, de modo a amenizar os sintomas e promover a melhor comunicação para aquele indivíduo.

* Lia Baltieri I. Camozzi é especialista em voz.

Telefone: 3433-9013 / 99720-9059

Teste da Página Fundadoras