30 de maio de 2019

O cérebro das crianças: como ele aprende (parte 1)

Eu tenho tanta coisa boa pra falar sobre o cérebro que fico perdida quando resolvo escrever pra vocês!! Hoje falo sobre como o cérebro aprende. A criança nasce com uma herança genética e isso conta muito!! Mas gradativamente vai absorvendo os aprendizados do meio, desenvolvendo novas possibilidades e novas conexões. Conhecer os pais e verificar quais foram as maiores dificuldades […]

Eu tenho tanta coisa boa pra falar sobre o cérebro que fico perdida quando resolvo escrever pra vocês!!

Hoje falo sobre como o cérebro aprende.

A criança nasce com uma herança genética e isso conta muito!! Mas gradativamente vai absorvendo os aprendizados do meio, desenvolvendo novas possibilidades e novas conexões. Conhecer os pais e verificar quais foram as maiores dificuldades de aprendizagem dos genitores é uma questão muito importante que precisamos analisar quando iniciamos uma análise neuropsicológica.

A aprendizagem acontece primeiramente com a mudança de um comportamento através das experiências. Por isso que é tão importante bebês e crianças se experimentarem. Em seguida ele faz  a aquisição do conhecimento e a capacidade de  armazenar.

Então, basicamente temos: EXPLORAÇÃO- EXPERIÊNCIA – AQUISIÇÃO e ARMAZENAGEM  podendo ser de 2 formas:

O aprendizado leva em conta a codificação– ou seja a compreensão – e a recuperação das informações. Isso acontece  de 2 maneiras:

Não associativa ou de maneira associativa.

não associativa está relacionada com a imitação ou repetição, já a associativa se trata das relações entre os estímulos. É quando o cérebro faz relação com algo que está vendo e lembra o que aconteceu da última vez. Sabe quando a criança coloca a mão perto da tomada ou interruptor e ela fala: “Não pode, mamãe!!” ?

Aqui aconteceu um aprendizado associativo pois ela conseguiu associar a tomada com a última vez que levou um choque!!  (Na verdade, hoje já existem recursos fáceis que evitam esse tipo de acidente doméstico, mas era só para vocês compreenderem!!)

Dentro de um olhar cognitivo, a aprendizagem é o resultado de todas as reestruturações internas, ressignificações e associações que levam ao CONHECIMENTO. É um tipo de adaptação que ocorre de forma SENSÓRIO-MOTORA  e/ou CONCEITUAL.

Sensório-Motora através dos movimentos e percepções, e Conceitual quando a criança amadurece cognitivamente e consegue fazer representações mentais e abstratas.

O cérebro é ao mesmo tempo simples e complexo, e, por isso, vou parando por aqui e na próxima semana falo mais sobre esse processo de APRENDER.

Até a próxima semana!!

* Alessandra Netti é Psicóloga, Neuropsicóloga e Neurofeedback. Autora e especialista em comportamento do Blog Mundo Mãe.