1 de outubro de 2019

Reflexões sobre a Primavera

Entramos recentemente na Primavera – estação vista por muita gente como a mais bela do ano –, o que me inspirou a refletir sobre como as estações influenciam em nossas vidas. A minha primeira grande Primavera começou, na verdade, no dia 20 de setembro de 2003, com o nascimento da minha filha, Rafaela. Foi a […]

Entramos recentemente na Primavera – estação vista por muita gente como a mais bela do ano –, o que me inspirou a refletir sobre como as estações influenciam em nossas vidas.

A minha primeira grande Primavera começou, na verdade, no dia 20 de setembro de 2003, com o nascimento da minha filha, Rafaela.

Foi a partir daí que comecei a enxergar as primaveras de forma diferente, de maneira mais bonita e concreta. Fui observando o desenvolvimento dela a cada ano, e cada nova primavera era marcada pela idade nova que minha filha acabara de completar… De modo que se tornou impossível não ter um olhar especial para esta estação.

Mas, independentemente das minhas experiências pessoais, acredito mesmo que os ciclos da natureza tenham forte influência na nossa saúde, forma de pensar e agir, como defende a Medicina Tradicional Chinesa. Afinal, não é verdade que nos sentimos mais esperançosos e motivados nesta época do ano, talvez inspirados pela beleza das flores e pelo clima mais quente?!

A Primavera é, assim, tempo de FLORESCERMOS, de nos RENOVARMOS após o período de calmaria e introspecção que o inverno proporciona para a maioria das pessoas.

Em contrapartida, a Primavera não deixa de ser também um período desafiador, em que muitos de nós já estamos fisicamente cansados. Afinal, estamos chegando ao décimo mês do ano e já começamos a sentir o “peso” que a ideia de fim do ano nos traz.

Na minha prática clínica, percebo que muitas pessoas iniciam terapia entre os meses de setembro e outubro, muitas vezes porque começam a questionar os planos do início do ano… Algumas “se culpam” por não tê-los colocado em prática; outras buscam um incentivo a mais para ainda realizarem tais planos.

Para os nossos filhos, sinto que esta fase também vem um pouco mais carregada de responsabilidades na vida escolar; afinal, para alguns é tempo de “recuperar notas” e garantir a passagem do ano letivo, por exemplo. Tudo isso naturalmente mexe também conosco enquanto pais.

Meu desejo então é que saibamos curtir o lado mais belo da Primavera! Que a gente consiga absorver toda a energia e a vivacidade visíveis na natureza e que, assim como ela, a gente consiga se renovar e fazer um fechamento de ano mais leve e saudável… Com foco, mas sem culpas!

* Alessandra Netti é Psicóloga, Neuropsicóloga e Neurofeedback. Autora e especialista em comportamento do Blog Mundo Mãe.