15 de outubro de 2019

Uma reflexão sobre a importância do Dia dos Professores

Que tal saber como foi criado o Dia do Professor? Diz a História que no dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial criando o Ensino Elementar no Brasil, no entanto a comemoração surgiu apenas 120 anos depois. Professores do Colégio São Caetano […]

Que tal saber como foi criado o Dia do Professor? Diz a História que no dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial criando o Ensino Elementar no Brasil, no entanto a comemoração surgiu apenas 120 anos depois. Professores do Colégio São Caetano da capital, por conta de um semestre longo e fadigante, resolveram organizar uma parada. Na época o professor Salomão Becker sugeriu aos professores e alunos trazerem doces para uma pequena confraternização, e assim estava lançada a ideia que frutificou pelo país.

Como educadora não tenho dúvida que ensinar é uma atividade nobre, somos capazes de influenciar de forma positiva a sociedade, elevar vidas e direcioná-las a uma evolução significativa. Ser professor é permitir e motivar o outro a se descobrir, a reconhecer atributos ocultos, isso não é uma tarefa fácil, mas contagiante.

Todo professor deve liderar com ética, a responsabilidade é imensa, cada aluno é uma alma que se encontra e se descobre por pensamentos de autores, textos e práticas convenientes a cada disciplina, tirá-los do anonimato é um desafio, fazê-los acreditarem em suas aptidões é determinante para cada mestre.

Mas, se a nossa sociedade está cada vez mais acelerada, não há mais espaço para educadores sem criatividade e ousadia, hoje a figura do professor passa por uma transformação. É notório que a tecnologia detém muito o processo de aquisição de conhecimento, sendo assim assumimos um papel de gerenciadores e orientadores, porque o mercado atual está à procura de mestres com soluções inovadoras.

A tarefa do professor é compartilhar conhecimento, propagar informação, ter compromisso com a pesquisa, respeitar o tempo e o ritmo de cada aluno, mas exigir apenas o desenvolvimento cognitivo não é garantia de atuações efetivas, portanto o professor desenvolve as habilidades socioemocionais para aproximar-se de sua sala de aula ou do aluno, nutrindo relações mais saudáveis.

 Não poderia terminar minha explanação sobre o Dia do Professor sem destacar a nossa triste e humilhante colocação no ranking de status do professor. Segundo pesquisa que envolveu 35 países e acompanhando as avaliações do PISA (2018),somos os últimos colocados no que se refere ao prestígio de professores. O levantamento mostra ainda que 88% dos brasileiros consideram a nossa profissão como sendo de “baixo status”.

Mozart Neves Ramos diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna fez uma colocação muito interessante, segundo sua percepção  “Enquanto o mundo está se preparando para a revolução 4.0 nossos professores estão lidando com problemas do século XIX e XX “, o educador e escritor defende que a educação é um passo irreversível para a soberania e autonomia do nosso país.

Para finalizar, quero parabenizar todos professores e deixar a mensagem de que “transmitir o conhecimento é um ofício maravilhoso e majestoso”. Apesar da complexidade do sistema educacional, acredito nas ações diferenciadas, na capacidade profissional de nossos mestres e na contribuição significativa para o sucesso de futuros cidadãos.

 

Valéria Mello é Pedagoga e Professora de Língua Portuguesa, atual Coordenadora de Códigos e Linguagens em uma escola de Programa de Ensino Integral.