19 de fevereiro de 2020

Educação pelo exemplo

Olá! Como estão vocês? Acredito que a maioria de nós já voltou a rotina normal, férias escolares encerradas, projetos profissionais iniciando, planejamentos pessoais e familiares, temos ainda aquela parada para o carnaval, mas acredito que o ano já começou! E aproveitando este início de jornada gostaria de compartilhar com vocês algo que tem me norteado […]

Imagem ilustrativa

Olá! Como estão vocês?

Acredito que a maioria de nós já voltou a rotina normal, férias escolares encerradas, projetos profissionais iniciando, planejamentos pessoais e familiares, temos ainda aquela parada para o carnaval, mas acredito que o ano já começou!

E aproveitando este início de jornada gostaria de compartilhar com vocês algo que tem me norteado desde o ano passado e que vou procurar continuar evoluindo este ano.

Acompanhando vários pais e mães, vejo o quão difícil e preocupante é a questão da educação, mas me refiro neste momento não à educação escolar, mas sim à educação familiar, aqueles valores, costumes, tradições, comportamentos, enfim …

Tudo aquilo que aprendemos dos nossos pais e que normalmente repassamos para os filhos. Muitas vezes alguns destes padrões de comportamento são realmente bons, mas alguns deles não são tão bons assim… E será que nos damos conta disso?

Por isso trago hoje um reflexão sobre nós, sobre como somos, sobre o valores e a educação que tivemos, e analisar se estamos sendo coerentes com aquilo que esperamos deles. Se desejamos que eles sejam pessoas melhores, é preciso atitude para melhorar os padrões que trazemos em nossa educação, afinal qual seria a lógica de se cobrar aquilo que não somos? Eu acredito na educação pelo exemplo e também que nós precisamos evoluir tanto quanto eles. Eu acho muito importante olhar para si e ver se estamos sendo o exemplo ideal antes de cobrar algumas atitudes e comportamentos dos pequenos, afinal de contas os adultos somos nós, não é mesmo?

Se vale uma dica, procure o autoconhecimento, terapia, estude, converse com pessoas, aprenda, afinal de contas ninguém nos ensinou a sermos pais, mas acredito que existe algo inegável! Somos muito dos nossos pais seja pelo bem, ou seja pelo mal, mas não precisamos nos aprisionar neste padrão, nada nos impede de evoluir, manter os bons ensinamentos e melhorar aqueles não tão bons assim. Eu assumi o compromisso comigo mesmo de melhorar pelo menos 1% a cada dia… De ter humildade de sempre aprender e me tornar alguém melhor, pois se desejo que eles um dia sejam grandes pessoas, espero que tenham em quem se espelhar.

Muito Obrigado.

Leonardo Nagano, 31 anos, é pai do Bento, da Manú e da Duda, e é proprietário de rede de lojas com produtos  infantis,  a Corita Baby e Kids, com unidade em Piracicaba e São Paulo.