4 de maio de 2020

Tempo de aula online, dicas e reflexões

Quem imaginou que um dia viveríamos dias como estes que estamos vivendo? A primeira coisa que gostaria de escrever para as mães hoje em relação as aulas online é: Calma, respira! Lembre-se que este é um momento novo para todos e que está sim sendo difícil. Difícil para as crianças que estão tendo que aprender […]

Quem imaginou que um dia viveríamos dias como estes que estamos vivendo?

A primeira coisa que gostaria de escrever para as mães hoje em relação as aulas online é: Calma, respira! Lembre-se que este é um momento novo para todos e que está sim sendo difícil. Difícil para as crianças que estão tendo que aprender por meio da tecnologia, difícil para as mães que estão tendo que auxiliá-las como podem e também difícil para a equipe escolar, para as professoras e coordenadoras principalmente.

Aqui vão algumas dicas para ajudar seu filho neste momento:

1 – Criem uma rotina, se possível façam como na escola, escrevam as atividades do dia em um papel e deixe em um local visível. É importante que ela contenha os momentos de lazer, de refeição, de higiene e, claro, os momentos de estudo.

2 – Antes da aula começar oriente a criança para que ela mesma, com autonomia, separe os materiais que serão necessários.

3 – Durante a aula online, quando não for a vez do seu filho falar, oriente que ele mantenha o microfone desligado para evitar ruídos.

4 – Após a aula online pergunte como foi, o que ele aprendeu de novo, tente fazer relações com o cotidiano e estimule que ele faça o mesmo (isso aumenta o domínio da criança sobre o conhecimento adquirido).

5 – Se ficarem dúvidas anotem para que sejam enviadas para a professora no momento oportuno.

6 – Se houver lições para serem feitas off-line, pergunte para seu filho o que a professora explicou e o que ele entendeu do que é para fazer. Isso garante que ele preste atenção e também estimula a memória.

Finalizo afirmando que nada substitui as aulas presenciais e a interação que ocorre entre os alunos e também entre os alunos e os professores, além disso, acredito que o afeto e as relações permeiam o processo de ensino e aprendizagem, tornando-o significativo. Mas temos que pensar que o online é o que é possível no momento e tentar encará-lo com leveza e como algo passageiro.

Marilia Frassetto de Araújo é pedagoga formada na UNESP campus de Rio Claro, mestre e doutoranda em educação escolar pela UNESP – campus de Araraquara. Atua com acompanhamento pedagógico para crianças com e sem dificuldades de aprendizagem do 1º ao 5º ano do ensino fundamental I e posta conteúdos relacionados a educação no instagram @conexao.crianca. E-mail: marilia.frassetto@gmail.com